Seguidores

quarta-feira, 2 de março de 2011

NATURALMENTE ..., EM TUDO!


      O meu conselho matinal para as mães:

1 - Façam Yoga.
2 - Equilibrem-se bem!
3 - Não caiam em cima do vosso bebé, se ele se revelar indiferente às vossas posições quando a fome aperta.
4 - Calcule bem quanto tempo poderá  manter-se na posição vertical, de cabeça para baixo. É que ele não quer saber desses particulares. Ele tem tendência para viajar para onde lhe der mais prazer.

Maria Letra
Nota: Vídeo recebido hoje, enviado pela minha grande amiga de escola, Lourdes Trindade.

7 comentários:

BIA disse...

Oi Maria!!!
Já diz o sábio ditado que ser mãe é padecer no paraíso, é mesmo né? Acho os ditados muito sábios e verdadeiros, sempre refletem a realidade e a vida como ela é. Yoga é tudo de bom!!!
Beijos
Bia

Maria Letra disse...

Sim, Bia, mas aqui o que achei de muito interessante, foi o bebé, em todo e qualquer particular movimento, mesmo quando vai direito à cadeira, provavelmente receando levar com o peso da mãe em cima ... e todos os outros pormenores...
Obrigada pela sua visita.

BIA disse...

Oi Maria!!!
Eu fiquei muito curiosa em saber qual país você nasceu e onde você mora atualmente? E quais os países que já conhecestes? Se tiveres tempo e puderes me responder vou ficar muito feliz. Admiro sua pessoa e sua forma de ver a vida.
Beijos
Bia

Maria Letra disse...

Não vejo a minha resposta aqui, devo ter feito qualquer asneira. Passo a repeti-la, querida Bia:

Nasci em Coimbra, cidade onde foi criada a primeira universidade, em 1290 e onde se fala o verdadeiro português. Ali, maioritariamente, estuda-se.
Vivo em Londres, há alguns anos, por opção, cansada dum país onde prolifera o oportunismo e a ganância cega, mas do qual me orgulho, quanto mais não fosse pelo outro número de pessoas, de grande verticalidade e coração e pelas quais tenho respeito, admiração e amor. Convivo muito bem com essas duas qualidades, daí escolher bem "OS AMIGOS".
Países que conheço? Eu não diria "conheço", porque nunca se conhece só porque se visita. Seria preciso uma visita bem longa e muito bem planeada, convivendo com as pessoas, sabendo como vivem e qual o respeito que cada governo tem, pelos seus cidadãos. Os que conheço melhor, por experiências vividas, são: Reino Unido, Itália (países onde vivo e vivi). Depois veem a França, Espanha, Alemanha, Austria e Suiça. Não recordo, neste momento, mais nenhum.
Embora, durante muitos anos tivesse viajado muito, em trabalho, tomando o avião como quem pega o autocarro, hoje recuso-me a voar mais do que 2h:30m/3h. Tenho um filho que vive em Copacabana e nunca lá fui, nem irei. Virá ele a Portugal ou ao Reino Unido.
Obrigada, Bia, por suas palavras, sempre muito gentis. Também você, na sua jovem idade, já revela bem quais os ideais que regem a sua ainda tão jovem vida.
Disponha sempre. Faça as perguntas que quiser, mesmo através do e:mail que tenho em www.marialetra.com
Beijinhos.

BIA disse...

Oi Maria!!!
Muito obrigada pela sua resposta, é um prazer ler suas sábias palavras e tanta cultura!!! Os países que conhecestes e vivestes são realmente admiráveis.
Um ótimo fim de semana!!!
Beijos
Bia

Georgia disse...

Maria, bom dia!

Tô aqui morrendo de dar risada com este video..

Bom fim de semana

Bjao

Maria Letra disse...

Olá Georgia! Como a vida tem coisas tão curiosas. Hoje, pela manhã, acordei determinada a "arrumar" ficheiros que tinha espalhados aqui e ali, em meu computador portátil. Eram muitos e muitas as coisas que tinha lá dentro, por causa do meu "tanto escrever". Deparei com um estudo que tinha feito e vi que o nome me dizia qualquer coisa ... Abri-o e fiquei pior do que uma mosca em Setembro: envergonhada, abatida e cheia de raiva contra mim mesma, pois nunca mais a contactei para saber como está, etc.. Se alguma desculpa me deve ser dada, ela deverá ter como argumento, o facto de ter cá uma amiga desde Janeiro e sairmos muitas vezes, para além daquele "tanto escrever", que me entusiasma e absorve. Se quiser confirmar, bastará ir à minha página www.marialetra.com e verá que uso muito o meu tempo livre. Mande-me um e:mail contando-me como se vai sentindo ...
Um grande abraço, querida Georgia!