Seguidores

sábado, 19 de dezembro de 2009

CABRITO ASSADO, ARROZ E ERVAS DE MOLHO À MODA DA AVÓ MIZITA

Queiram notar que, para minimizar os malefícios de pratos como este, não usei, nem a banha de porco, nem cubos de caldo de carne ou de galinha.

















CABRITO ASSADO À MODA DA AVÓ MIZITA

- Iniciem esta preparação à noite, na véspera de ser cozinhado.
- Depois de limpar o cabrito, cuidadosamente, coloque-o num alguidar e cubra-o de leite, deixando-o de molho durante 2 horas.
- Decorrido este tempo, retire-o do leite e esfregue-o bem com alhos pisados e sal grosso. Deixe descansar durante 30 minutos. 
- Coloque-o em água, rodelas de limão, 2 folhas de louro, um ramo de salsa e um ramo de carqueja.

Nota: aconselha-se cortar as pontas às folhas de louro e, depois, cortá-las longitudinalmente, de modo a ser retirado o veio central.

- Deixe o cabrito de molho até ao dia seguinte, virando-o de vez em quando.
- Meia horas antes de começar a temperá-lo, ligue o forno para 250ºC.
- Retire o cabrito, do alguidar.
- Coloque num copo de varinha mágica, o azeite, a paprica, o sumo de limão e os alhos. Accione a varinha mágica até obter um molho cremoso.
- Ponha água num tacho ao lume e, quando ferver, coloque dentro batatas pequenas e redondinhas, descascadas, com um pouquinho de sal. Deixe cozer, APENAS, 2 minutos.
- Retire as batatas, coloque-as num escorredor e cubra-as com um pano.
- Coloque o vinho (eu prefiro o vinho tinto) no fundo da assadeira com 1 porção de água para 1 porção de vinho. Corte uma cebola em rodelas muito finas, salsa e mangericão cortados fininhos e coloque o cabrito em cima. À volta do cabrito, sobre o qual colocará umas pedrinhas de sal, disponha as batatinhas e, sobre estas, um pouquinho de azeite em cada uma.
- Disponha, entre os pedaços do cabrito, algumas fatias de toucinho fumado.
- Espalhe o molho cremoso que obteve previamente, por cima do cabrito, deitando uns salpicos do mesmo sobre as batatas. Baixe a temperatura do forno para 200ºC.
- Deixe assar tendo o cuidado de ir virando, de vez em quando, a carne e as batatas. Se começar a secar, junte um pouco de água a ferver, mas sempre em pequenas quantidades.
- Quando estiver bem lourinho de todos os lados, estará pronto a servir. Decore a com raminhos de salsa e mangericão, fresquinhos e rodelas de laranja.

..................................................................................


ARROZ DE FORNO PARA ACOMPANHAR O CABRITO

- Cubra o fundo dum tacho com a quantidade normal de azeite. Pique muito bem uma cebola grande e deixe alourar no azeite. Quando estiver a começar a alourar, coloque dentro rodelas de tomate (*), toucinho aos cubos e rodelas de chouriça em colorau (recordo-vos que estou a dar receitas pouco aconselháveis, sobretudo, a quem sofre de hipertensão, artritismo, ou tem problemas de estomago).
(*) Escalde o tomate afim de retirar-lhe a pele. Retire-lhe, igualmente, as sementes.
- Deixe ferver em lume muitíssimo lento, até formar uma calda, à qual irá juntar o arroz, os pistilos de açafrão, pimentos vermelhos, amarelos e verdes (umas tirinhas, apenas, de cada um), cenoura cortada aos bocadinhos, ervilhas e sal q.b.. Logo levante fervura, deite tudo num tacho de barro, de ir ao forno.
- Leve à parte de baixo do forno, o tacho de barro. Deixe cozer durante cerca de 15 minutos. Deverá ter criado uma capa avermelhadinha no cimo do tacho de barro, sinal de que foi conseguido o desejado objectivo: um arroz, nem seco, nem húmido em demasia. 

..................................................................................


ERVAS DE MOLHO, OU SEJA, ESPARREGADO

- Ponha a cozer grelos e nabiças, em quantidades iguais, com um pouco de sal..
- Quando estiverem cozidos, coloque-os num escorredor e cubra-os com um pano.
- Coloque num tacho um pouco de azeite e dentes de alho com a pele. Quando estes estiverem louros, retire-os e deite-os fora.
- Desfaça as nabiças e os grelos com um passe-vite (embora eu o faça com a varinha mágica).
- Coloque a papa obtida no tacho com azeite, onde foram alourados os alhos e junte-lhe uma colher de sopa de farinha, um cópinho de leite e umas gotas de vinagre de cidra. Deixe cozer uns 2 minutos.
- Depois de tudo muito bem ligado, coloque numa travessa de ir à mesa e distribua azeitonas verdes e pretas por cima, sem caroço, decorando a gosto.

Maria Letra
Imagens da net

2 comentários:

Sophia disse...

A minha avó Cininha também fazia ervinhas de molho, da mesma maneira! Mas em vez de nabiças e grelos ela usava feijão verde. Experimenta, fica óptimo!

Maria Letra disse...

Olá Sofia. Obrigada pelo seu comentário.
Por vezes também faço com feijão verde, mas nessa altura, corto o feição no sentido horizontal com um acessóriozinho que tenho "muito útil", que me separa logo as partes laterais do feijão e ele fica cortado muito fino com, sei lá, talvez 1mm de espessura. Depois salteio-o em azeite, com um pouquinho de vinagre de cidra. Adoro assim.
Um abraço.