Seguidores

sábado, 10 de outubro de 2009

O Chuchu (Sechium Edule)

Dando honras ao Chuchu, que serviu de imagem ao cabeçalho deste blogue, numa fotografia da autoria de Miguel Letra, passo a dar alguma informação sobre o valor deste vegetal/fruto:

O chuchu, tambem conhecido pela designação 'Sechium Edule', é um vegetal que pertence à categoria dos frutos. A sua origem é atribuida à America Central (Costa Rica e Panamá).

É de fácil digestão, rico em fibras e pobre em calorias, sendo aconselhável a pessoas que seguem um regime alimentar especial, para equilíbrio de peso.

Na Madeira é conhecido por pepinela ou pimpinela e, nos Açores, por machuco ou Caiota.

É uma fonte de potássio e Vitaminas A e C.

Quando fôr comprar este fruto, certifique-se de que está exposto em refrigeradores, afim de garantir a sua conservação, pois deteriora-se muito facilmente. Depois de colhidos, deverão ser mantidos à temperatura ambiente por um período não superior a 3/5 dias. Se soubermos, previamente, que não irá ser usado durante esse curto período, será aconselhável colocá-lo na parte inferior do frigorífico, não devendo, porém, exceder 6/8 dias, dentro do mesmo. Devem ficar no frigorífico envolvidos em saco apropriado, porque tende a queimar-se, dada a sua sensibilidade a baixas temperaturas.

Não deveremos comer o chuchu cru. Trata-se dum vegetal duro e, quando cortado, deveremos fazê-lo debaixo de água corrente pois tem um líquido que se cola aos dedos.

Usa-se refogado e, depois, transformado em creme, na sopa, souflés, bolos ou saladas ou, ainda, cozido com feijão, com a casca, batatas e maçarocas de milho, como acompanhamento de outros pratos. Para a confecção de souflés, convém usar o chuchu bem maduro e com a parte de baixo a abrir, o que torna o souflé excelente. A sua aplicação neste prato é muito aconselhável, pela riqueza que este fruto tem em vitaminas B e C, sais minerais, cálcio, fósforo e ferro. A casca deve ser removida antes, ou depois, de ter sido cozido.Todavia, para refogados ou sopas, aconselha-se a escolha de frutos jovens, de casca brilhante e, neste caso, podem ser consumidos com a casca e com o miolo.

As folhas, a flor ou as raízes do chuchu devem ser aproveitadas. Depois de convenientemente lavado, nada deverá ser desperdiçado.

Maria Letra

6 comentários:

Mara disse...

Exma. Sra D.Maria Letra,

Parabéns ao Miguel por ser tão bom fotógrafo. Ao olhar a foto pensei que estava a ver a proprietária do Palácio de Buckingham.

Parabéns ao blog verdinho que faz lembrar vegetais fresquinhos e que me vai ser tão útil. Está mesmo a condizer com o tema.

As minhas saudações cordiais
D. Milai

Maria Letra disse...

Ex.ma Amiga D. Milai,
Obrigada pela sua visita, a 1.ª deste blogue.
Oxalá este tema lhe dê coisas novas a saber, mas eu creio que já sabe muito mais do que eu sobre produtos naturais ...
Um grande abraço.
Maria Letra

A. João Soares disse...

Querira Mizita,

E com estes elementos muito elucitdativos só se alimenta mal quem for teimoso e demasiado tradicionalista. Muito Obrigado por estas ajudas que nos vai dar
Beijos
João

Maria Letra disse...

Meu bom amigo,
Farei o meu melhor, baseada sempre em conhecimentos adquiridos e/ou em experências vividas. Se defendo, ou não, o melhor ..., quem poderá sabê-lo! Andamos, por vezes anos, a seguir um ensinamento que, mais tarde, vêm dizer-nos estar errado. Vá lá uma pessoa saber ...
Maria Letra

Maria Letra disse...

Querida Milai,
Com a tua brincadeira, não reparei que te referias à minha foto pessoal e não à foto do chuchu, tirada pelo meu filho Miguel. A minha foto pessoal foi tirada pelo meu filho mais velho, o Paulo Letra, no dia do meu aniversário.
Beijinhos.
Maria Letra

MARA disse...

Querida Mizita,

Está espectacular este teu blog.
Vou tentar tirar alguns conselhos que acho especiais para a nossa saúde.

Tiveste uma grande ideia, Parabéns

Tua Amiga de Sempre
Milai